Um passeio pelo norte de Goa durante as monções

Neste vídeo eu mostro como está o norte de Goa durante as monções, que vai de junho a setembro, quando onde chove muito. 
 
Monções na Índia

Como aluguei um flat aqui no norte, ainda não fui para o sul, que geralmente é um local bem menos agitado. Se o norte está assim, devido às monções e à pandemia, imagino que o sul esteja muito mais vazio.


Se você gostou do vídeo, deixe seu like lá no youtube, é muito importante para ajudar no crescimento do canal. E se você gostou muito, compartilhe o vídeo em suas redes sociais. Obrigada!

*No final do post, tem link para compartilhar direto no seu Facebook, Instagram, Twitter, WhatsApp, LinkedIn e até Pinterest. Obrigada!

Ah, já se inscreveu no canal? Estou te esperando!
Beijos,
Ana Maria
LEIA MAIS

Os 10 países com o turismo mais afetado pela pandemia

O turismo mundial foi devastado pela pandemia de Coronavírus, que atingiu quase todos os países e provocou o fechamento e bloqueio de fronteiras.


Alguns países conseguiram controlar o avanço do vírus e estão tentando encontrar maneiras de atrair os turistas e dar a eles a garantia que estarão seguros aos visitar estes países. Mesmo com o controle da pandemia, praticamente todos os países sofreram restrições por parte do governo e neste post eu vou listar 10 dos 25 países que mais dependem do turismo, com base nos dados do Banco Mundial para o Turismo.


1º Lugar: Maldivas

Maldivas

As Maldivas, uma pequena nação insular no Oceano Índico, obtêm 38,92% de seu PIB do turismo e seus planos de reabrir aos turistas a partir de julho está sendo incentivados com a desistência de planos anteriores de cobrar taxas extras aos turistas por vistos e testes.

2º Lugar : Ilhas Virgens Britânicas

Ilhas Virgens Britânicas

O país, que obtém 32,96% de seu PIB do turismo, fechou oficialmente suas fronteiras aos visitantes em 19 de março e planeja reabrir de forma gradual, começando com seus próprios cidadãos que se encontram espalhados pelo mundo e estão retornando agora em junho, com a obrigatoriedade de cumprir quarentena por 14 dias depois de chegarem.

3º Lugar: Macau

Macau

Macau é uma região administrada pela China e foi um dos primeiros lugares para registrar um caso de coronavírus, devido à sua proximidade com o continente chinês.
Embora não tenha registrado muitos casos desde então, seus negócios de turismo, impulsionados em grande parte por seus famosos cassinos, estagnaram. Macau obtém 28,05% do seu PIB do turismo e pode criar bolhas de viagem em regiões vizinhas como Hong Kong.

4º Lugar: Aruba

Aruba

Aruba é  uma ilha holandesa no Caribe, cujo PIB obtido pelo turismo é de 27,64%. Esta ilha caribenha registrou apenas 101 casos de coronavírus durante todo o surto e tem zero casos em junho. O país planeja abrir suas fronteiras com os EUA em 10 de julho e com a Europa, o  Canadá e a maioria das nações do Caribe em 1º de julho.

5º Lugar: Ilhas Seychelles

Ilhas Seychelles

Este país insular no Oceano Índico deriva 25,74% do seu PIB do turismo e já permite a entrada de alguns visitantes desde 1º de junho, desde que sejam de países aprovados e possuam provas de um teste negativo, entre outras etapas. Proibiu os navios de cruzeiro até o final de 2021.

6º Lugar : As Bahamas

Bahamas

As Bahamas já retomaram os vôos domésticos entre suas ilhas e vão permitir que vôos internacionais recomeçam a partir de 1º de julho. Barcos internacionais, iates e aviação privada já foram permitidos a partir de 15 de junho. Os viajantes serão rastreados e terão que se distanciar socialmente.
O país derivou 19,23% de seu PIB do turismo, que já foi muito impactado pelo furacão Dorian, em 2019.

7º Lugar: Vanatu

Bahamas

Este país insular no Oceano Pacífico Sul deriva 18,16% do seu PIB do turismo e não registrou nenhum caso de coronavírus depois de fechar suas fronteiras e proibir voos entre suas próprias ilhas, em 26 de março. Infelizmente, o país foi atingido por um ciclone devastador duas semanas depois.

8º Lugar: Cabo Verde


O país insular no Oceano Atlântico deriva 17,66% do seu PIB do turismo. Ele registrou menos de 800 casos de vírus e  já está permitindo que os voos entre suas ilhas sejam reiniciados em 30 de junho.

9º Lugar: Santa Lucia

Santa Lucia

Este país localizado nas Ilhas do Caribe, que obtém 15,61% do PIB oriundo do turismo, registrou menos de 20 casos de coronavírus e está permitindo visitantes desde 4 de junho, sendo exigido que os turistas mostrem um teste negativo datado de 48 horas depois do voo. Os turistas também são obrigados a usar uma máscara enquanto estiverem no país. 

10º Lugar: Belize

Belize

Este país do Caribe obtém 14,95% de seu PIB do turismo e registrou apenas 22 casos de coronavírus. O aeroporto internacional do país está fechado e com sua indústria de navios de cruzeiro também suspensa. A previsão de abertura de seu aeroporto é a partir de 1º de julho.

Outros destinos turísticos, apesar de famosos, possuem seu PIB concentrados em outras atividades, sendo que o turismo não representa uma participação tão elevada quando estes países citados.

Eu ainda não visitei nenhum dos países acima e você, já visitou algum?
Beijos,
Ana Maria

*Informações extraídas e com tradução adaptada do site Business Insider India.

Para ver a lista completa, com mais 15 países e a participação do turismo no PIB de cada um, é só clicar no nome do site acima em negrito.

**Fotos extraídas do Google, se você conhece os autores, me avise que eu darei os créditos.
LEIA MAIS

Como foi voar de Delhi para Goa | Jovem Pan

Em depoimento à Jovem Pan, eu mostro como foi minha viagem  em plena pandemia, de Nova Delhi para Goa, desde o embarque, o voo e desembarque em Goa. Nesta viagem o destaque está na super máscara que todos os passageiros foram obrigados a usar e mais alguns novos procedimentos. 

IndiGo Delhi para Goa

Este vídeo é um compacto do que eu já gravei aqui para o canal onde mostro esta mesma viagem com mais detalhes.Se você ainda não assistiu ao vídeo completo e quer saber como é voar aqui na Índia em tempos de pandemia, aperta o play e vem comigo nesta aventura gravada para a Jovem Pan.


Se você gostou do vídeo, deixe seu like lá no youtube, é muito importante para ajudar no crescimento do canal. E se você gostou muito, compartilhe o vídeo em suas redes sociais. Obrigada!

*No final do post, tem link para compartilhar direto no seu Facebook, Instagram, Twitter, WhatsApp, LinkedIn e até Pinterest. Obrigada!

Ah, já se inscreveu no canal? Estou te esperando!
Beijos,
Ana Maria
LEIA MAIS

Como é trabalhar com moda na Índia

Este vídeo contém a segunda parte do meu bate-papo com a Letícia Sales, jovem empreendedora brasileira que criou uma marca de moda sustentável com impacto social aqui na Índia. 

Moda na Índia

Muito interessante como ela faz esse trabalho e se você ainda não assistiu ao primeiro vídeo, onde falamos sobre o tabu da menstruação na Índia, o link direto para o vídeo está no final deste post. Mas agora, aperta o play e vem comigo ver como é o trabalho da Letícia.


Se você gostou do vídeo, deixe seu like lá no youtube, é muito importante para ajudar no crescimento do canal. E se você gostou muito, compartilhe o vídeo em suas redes sociais. Obrigada!

*No final do post, tem link para compartilhar direto no seu Facebook, Instagram, Twitter, WhatsApp, LinkedIn e até Pinterest. Obrigada!

Ah, já se inscreveu no canal? Estou te esperando!
Beijos,
Ana Maria

*A Letícia está apoiando uma ONG e coordenando uma campanha linda para doar absorventes a estas mulheres. Você pode comprar uma peça de roupa, uma máscara ou então fazer uma doação. Se você não puder fazer nada disso,, tudo bem, mas então divulgue este vídeo porque pode ser que outras pessoas consigam ajudar e nisto, você também terá ajudado.

Link para o primeiro vídeo com a Letícia: Como é difícil ser mulher na Índia

Contatos Letícia Sales
- instagram da @leticia.na.india: https://www.instagram.com/leticia.na.india/ 
- Instagram da @happeebrand: https://www.instagram.com/happeebrand/ 
- Site da empresa da Letícia, a Happee: https://www.iamhappee.com.br/ 

- Você pode comprar online ou por WhasApp (11) 9888-44945 (as peças já estão no Brasil).
LEIA MAIS

Como foi voar em tempos de pandemia!

Neste vídeo eu relato como foi meu voo de New Delhi até Goa, no sul da Índia e mostro os novos procedimentos de segurança e prevenção antes, durante e depois do voo.

Voando na pandemia

Como eu explico no vídeo, eu decidi viajar para fugir da Zona Vermelha onde eu me encontrava, em New Delhi e fui para Goa, considerada Zona Verde, com poucos casos de pessoas contaminadas. Foi por questão de segurança e não propriamente para turismo. 

Os voos para o Brasil ainda não estão sendo operados a partir da Índia e como já tenho meu bilhete de volta pago, vou aguardar a Emirates retornar e só então remarco meu bilhete.

Foi uma viagem bem diferente de todas as que eu já fiz, então, aperte o play e vem voar comigo para Goa.


Se você gostou do vídeo, deixe seu like lá no youtube, é muito importante para ajudar no crescimento do canal. E se você gostou muito, compartilhe o vídeo em suas redes sociais. Obrigada!

*No final do post, tem link para compartilhar direto no seu Facebook, Instagram, Twitter, WhatsApp, LinkedIn e até Pinterest. Obrigada!

Ah, já se inscreveu no canal? Estou te esperando!
Beijos,
Ana Maria
LEIA MAIS