Gurudwara Sri Pathar Sahib, em honra ao fundador do Sikhismo!

Na Rodovia Leh-Kargil, distante 25km de Leh e próximo a Magnetic Hill (leia sobre isso no post anterior), encontra-se o Gurdwara Sri Pathar Sahib, que é um templo Sikh, mantido pelo exército da Índia.


Este Gurudwara está localizado próximo ao monte onde o fundador da Religião Sikh e primeiro Guru, Nanak Dev, descansou e meditou no século XV, quando retornava ao Punjab, via Caxemira, depois de uma viagem ao Tibet. 


O Gurdwara Sri Pathar Sahib foi construído em 1517, para comemorar a visita à região Ladakh de Guru Nanak Dev, o fundador da Religião Sikh.


Durante sua vida Guru Nanak viajou a muitos lugares distantes, inclusive para o Tiber e por isso, ele é muito respeitado pelos budistas tibetanos, que também o consideram um santo. Dalai Lama, líder espiritual dos budistas no Tibet, confirmou isso em seus encontros com alguns líderes sikhs, dizendo que os tibetanos reverenciam Guru Nanak como um santo budista, sob o nome de Guru Gompka Maharaj.

Ooooooooooh, que fofura! Não resisto quando vejo um dog, ainda mais sendo filhote!

Muitos sikhs se questionam qual o motivo de Guru Nanak Dev ter escolhido este lugar, próximo à montanha magnética para a meditação, o que os levam a crer que existe alguma relação escondida entre Magnetic Hill e Gurudwara Sri Pathar Sahib

Muita gente, após visitar Magnetic Hill, fazem uma refeição no Gurdwara Sahib.

Eu fiz uma breve parada apenas para conhecer o lugar, não fiz nenhuma refeição, pois visitei o Gurudwara antes de ir a Magnetic Hill e ainda ia estender o passeio até o encontro dos Rios Zanskar e Indus, não muito longe daí.


Chardi Kalan (lê-se Caṛdī Kalā), escrito no paredão de pedras, é um conceito do Sikhismo que se refere a um estado mental de otimismo e alegria


No final de 1970, durante a construção da estrada Leh-Nimu, uma enorme rocha (pathar) foi encontrado por Lamas, no meio da estrada, coberta com bandeiras de oração budistas. 

Estas bandeiras de oração são encontradas em toda a região budistas do Himalaia.

Ate no carro que eu aluguei tinha estas bandeirinhas de oração.

*Estas bandeiras de oração amarradas por budistas, são frequentemente encontradas em estradas e ao longo de cumes montanhosos e picos elevados no Himalaia, para abençoar a paisagem circundante.


Um oficial do exército, que trabalhava na construção da estrada, tentou de todas as maneiras, destruir a rocha, mas sem sucesso algum, resultando inclusive na quebra de alguns equipamentos.


Embora algumas pessoas que também trabalhavam na construção da estrada tiveram sonhos e visões pedindo-lhes para não destruir a rocha, o oficial do exército, responsável do projeto, decidiu explodir, mas foi impedido pelos lamas e habitantes locais, que chegaram e contaram sobre uma lenda que envolvia esta pedra aos oficiais do exército e estes desistiram de destruí-la.

Esta mesma pedra encontra-se até hoje, no interior Gurudwara

Esta lenda sikh é muito interessante, segue abaixo um resumo:

A lenda da grande pahtar
Segundo esta lenda,  durante a estada do Guru Nanak em Ladakh, ele foi atacado por um demônio. O demônio lançou uma pedra enorme sobre o guru, enquanto este estava sentado, meditando. Entretanto, a rocha tornou-se macia como a cera fundida e não causou nenhum dano ao guru Sikh. O demônio ficou muito furioso e tentou esmagar Guru Nanak, chutando a pedra com todas as suas forças. Para sua surpresa, o pé causou uma profunda impressão na rocha, que se tornara macia. 


De acordo com a lenda, este formato frontal é o do corpo do Guru Nanak e, no alto, à esquerda, o formato do pé do demônio. Claro que eu não sabia desta lenda, senão teria entrado no Gurudwara, que fica no alto de um monte, para ver esta pedra.  As fotos da pedra eu extraí do site india.com.

Formato do pé do demônio na pedra, segundo a lenda.

Percebendo que o homem à sua frente não era uma alma mortal, o demônio parou de persegui-lo juntamente com o povo da cidade.

A paisagem desta região é simplesmente deslumbrante!

Devido ao Gurudwara Sri Pathar Sabib e à Magnetic Hill, a área se transformou num ponto turístico muito visitado na região.

Montanhas próximas ao Gurudwara Pathar Sahib

Espero que você tenha gostado de saber um pouco sobre este local e a lenda que envolve  a construção deste templo sikh.

Beijos,
Ana Maria
LEIA MAIS

Magnetic Hill é um fenômeno ou uma ilusão de ótica?

Magnetic Hill é o nome de uma montanha magnética que fica distante cerca de 30km da cidade de Leh, em Ladakh, norte da Índia, na altitude de 4.267m acima do nível do mar.

Magnetic Hill em Ladakh é um fenômeno ou ilusão de ótica?

Para chegar essa montanha magnética, partindo de Leh, é necessário pegar a rodovia nacional Leh-Kargil-Batalik. No lado oriental desta montanha corre o Rio Sindhu, originário do Tibete e que flui para o Paquistão. 

Magnetic Hill em Ladakh é um fenômeno ou ilusão de ótica?

A maioria das definições que eu encontrei descrevem essa montanha como sendo apenas uma ilusão de ótica, em que uma ligeira descida/subida parece ser uma encosta íngreme. 

Magnetic Hill em Ladakh é um fenômeno ou ilusão de ótica?
O carro lá no fundo está subindo ou descendo a estrada?

O alinhamento da estrada com a inclinação do fundo pode dar a ilusão de que os carros estão subindo, quando na verdade, estão descendo.

Magnetic Hill em Ladakh é um fenômeno ou ilusão de ótica?

O horizonte obstruído contribui para essa ilusão. Sem um horizonte e devido à inclinação da superfície, fica-se sem uma referência confiável. 

Magnetic Hill em Ladakh é um fenômeno ou ilusão de ótica?

A administração local desta região colocou uma placa e pintou uma faixa no asfalto, indicando a montanha, para ajudar os turistas a reconhecerem a montanha magnética e o ponto exato que causa o efeito magnético.

Magnetic Hill em Ladakh é um fenômeno ou ilusão de ótica?

Esta faixa marcada no chão indica o ponto exato para estacionar o carro. Dizem que o efeito magnético pode ser testado desligando o motor do veículo e o mesmo começará a se mover no lado ascendente da estrada inclinada.  Fizemos isso e nada aconteceu.

*Uma leitora (obrigada pelo relato, Manoela Cherobim!) esteve em Magnetic Hill em 2009, fez o teste e o carro se moveu bastante. Acho que o meu motorista não soube posicionar o carro corretamente😭. Preciso retornar a Ladakh e fazer o teste novamente.

Magnetic Hill em Ladakh é um fenômeno ou ilusão de ótica?

Impacto em helicópteros e aeronaves durante o sobrevoo à Magnetic Hill 
A população local e a Polícia de Fronteira indo-tibetana (ITBP) afirmam que os helicópteros e aeronaves que passam pela área precisam voar mais alto e a uma velocidade maior, a fim de evitar o impacto magnético da montanha.

Magnetic Hill em Ladakh é um fenômeno ou ilusão de ótica?

Muitos afirmam que existem forças naturais ou mesmo sobrenaturais trabalhando no local e causando as atrações magnéticas, mas não há comprovação científica de que a quantidade de ferro existente na montanha seja capaz de atrair grandes veículos, principalmente aeronaves, mas a ilusão de ótica pode sim provocar acidentes.

Magnetic Hill em Ladakh é um fenômeno ou ilusão de ótica?

Quando eu estive lá, não percebi nenhuma atração magnética, nem dentro do carro ou com os equipamentos eletrônicos que eu portava, apenas uma indisposição física pela altitude elevada. 

Magnetic Hill em Ladakh é um fenômeno ou ilusão de ótica?

Agora, reconheço que existe sim uma ilusão de ótica que pode confundir a visão, já que as inclinações de subida e descida são muito suaves e a falta de horizonte atrapalha bastante. 

Magnetic Hill em Ladakh é um fenômeno ou ilusão de ótica?

Carros distantes também podem parecer maiores ou menores e a gente confunde se estão subindo ou descendo, como você pode ver na terceira foto deste post. Foi uma experiência muito interessante.

Magnetic Hill em Ladakh é um fenômeno ou ilusão de ótica?

Você já passou por algum lugar onde havia ilusão de ótica? O que achou da experiência? E sobre a pergunta na terceira foto (ou na foto acima), o que parece para você?

Beijos,
Ana Maria
LEIA MAIS

Onde se hospedar em Leh, capital de Ladakh.

Quando eu viajei para Leh, a capital de Ladakh, no norte da Índia, eu não tinha muitas informações sobre o lugar pois foi uma viagem decidida em cima da hora.


Inclusive eu não tinha nem ideia de onde era melhor me hospedar, mas o agente de viagens que trabalhava no hotel em Delhi, onde eu me hospedei, me indicou um amigo que tinha uma Guest House em Leh, e foi assim que eu me hospedei no Kurja Garden House.

Onde se hospedar em Leh, capital de Ladakh.
Esta foto eu fiz em abril, primavera de 2016 na Índia

Onde se hospedar em Leh, capital de Ladakh.
Foto extraída da página do hotel no facebook, feita no verão de 2016

*Guest House é uma espécie de hotel ou pousada onde os proprietários também moram no local. No Kurja Garden House, a casa do proprietário ficava no mesmo terreno do hotel e a família era quem preparava as refeições.

Onde se hospedar em Leh, capital de Ladakh.
A casa do proprietário de Kurja Garden Cafe é aquela ao lado, com dois pisos.

Quando eu cheguei no aeroporto, um motorista enviado pelo hotel já estava me aguardando na saída do saguão.

Onde se hospedar em Leh, capital de Ladakh.

O Kurja Garden Cafe era bem novinho, não estava nem concluído ainda e o proprietário estava correndo contra o tempo para concluir as obras antes da temporada de verão começar. Não sei se eu era a primeira hóspede deles, mas eu era a única naquela semana que fiquei por lá.

Onde se hospedar em Leh, capital de Ladakh.
Vista para as montanhas, ao amanhecer

Onde se hospedar em Leh, capital de Ladakh.
Ao entardecer, ficava assim!

Onde se hospedar em Leh, capital de Ladakh.
Recepção do hotel

O proprietário do Kurja Garden House, foi muito atencioso, me ajudou com muitas informações. Ele mesmo fazia o atendimento, servia as refeições que eram preparadas pela esposa e até me alugou um SIM Card (chip de celular e internet). Paguei 300 rúpias por usar durante uma semana e os créditos eu coloquei à parte.

Onde se hospedar em Leh, capital de Ladakh.
O Dalai Lama vai à cidade com regularidade, para alguns retiros espirituais.

Os chips de qualquer outro lugar do mundo e mesmo de outros estados da Índia não funcionam lá. Só chips (SIM Cards) da Caxemira, pois o governo local faz o controle e estes chips só são vendidos para a população local.

O Kurja oferecia wifi, mas a internet também era muito limitada e eu não conseguia conectar, só com o celular. Mesmo assim, caía toda hora.

Onde se hospedar em Leh, capital de Ladakh.

Quanto paguei pela hospedagem: como era baixa temporada, eu paguei 1.000 rúpias cada diária (cerca de R$ 60,00), fora as refeições. O preço destas variava conforme o prato solicitado, mas ficava em torno de 350 rúpias cada refeição, fora bebida. Chai custava 20 rúpias cada xícara e a garrafa de água mineral 1,5 litro custava 30 rúpias. 

Na alta temporada, o proprietário me disse que as diárias sobem para 5.000 rúpias (cerca de R$ 300,00) e mesmo assim. todos os hotéis e guest houses ficam lotados.

Onde se hospedar em Leh, capital de Ladakh.

Não sei quantos apartamentos tem este hotel, talvez uns 10 ou 12, mas os quartos são bem espaçosos e o banheiro também. Só que, como e a eletricidade é limitada na cidade (devido às montanhas) não existe calefação ou ar condicionado ma maioria dos hotéis. 

Banho indiano: neste hotel em que eu me hospedei, o proprietário tinha um gerador, mas que não era suficiente para aquecer a água que vinha dos canos e chegava gelada ao chuveiro. Então, eu tinha que pedir um balde com água quente para fazer um banho razoável, de balde e canequinha, bem ao estilo indiano. 

*Lembrando que eu fui na primavera, onde fazia temperatura máxima de 5 graus durante o dia e 9 graus negativos durante a noite.

Onde se hospedar em Leh, Ladakh, Índia
Hotéis na parte nova da cidade

A cidade de Leh tem a parte antiga, onde fica o centro e uma parte nova, onde ficam quase todos os hotéis e guest houses. 

Onde se hospedar em Leh, capital de Ladakh.
O nome deste Guest House não estava visível, mas era bem perto de onde eu estava

Onde se hospedar em Leh, capital de Ladakh.
Este hotel é o Ladakh Residency, também na região nova, onde eu me hospedei

As opções de hospedagens são muitas, mas como a cidade é pequena, a localização não interfere muito, então, praticamente todos os hotéis têm boa localização. Só vai diferenciar o valor das diárias, de acordo com os serviços e conforto oferecidos.

Onde se hospedar em Leh, capital de Ladakh.
Este outro hotel ficava mais próximo do centro e da parte antiga.

A maioria dos Hotéis e Guest Houses de Leh não têm site, mas alguns têm página no facebook, com fotos das instalações, inclusive dos apartamentos, então as reservas ou informações podem ser solicitadas por lá.

Então, para quem tem curiosidade sobre hospedagem em Leh ou está programando ir para lá, espero que este post tenha ajudado.

Beijos,
Ana Maria
LEIA MAIS

Passeando pelo centro de Leh, em vídeo - Parte II

O vídeo de hoje é uma continuação do vídeo publicado ontem, pois achei melhor dividir em dois para não ficar muito longo.  Neste eu mostro melhor o centro da cidade de Leh, capital de Ladakh, no norte da Índia!

Passeando pelo centro de Leh, em vídeo - Parte II

Dica: este vídeo foi gravado em HD. Se a sua internet é lenta ou se você não está conseguindo visualizar  as imagens com qualidade, clique no botão da Ferramenta (desenho de uma engrenagem), no canto inferior direito do vídeo, vá em Qualidade e ajuste/escolha qual a melhor visualização, de acordo com a sua internet.

Então, aperta o play e vem passear comigo!


Gostou do vídeo? Deixe seu like lá no youtube, não custa nada e me ajuda a rankear o vídeo nas buscas. Obrigada!

Beijos,
Ana Maria
LEIA MAIS

Chegando em Leh - Vídeo Parte I

Hoje também tem vídeo e neste eu mostro como foram as minhas primeiras horas em Leh, capital da região de Ladakh, na Índia, os efeitos da altitude e o frio congelante que passei.


Já tem o post sobre Leh aqui no blog, com maiores informações sobre a cidade, mas os vídeos eu separei em duas partes, para não ficar muito longo. Na próxima mostrarei melhor oc entro da cidade.

E agora, sem mais blá, blá, blá, aperte o play e vem comigo passar um pouquinho de frio em Leh!


Gostou? Deixe seu like lá no youtube! Se não gostou, me diga o que eu posso fazer para melhorar. Críticas com sugestões sempre são bem vindas.

Beijos,
Ana Maria
LEIA MAIS

O Palácio de Leh, em vídeo!

Já mostrei em post o Palácio de Leh, antiga residência oficial do rei de Ladakh. O palácio é todo feito de pedra e foi construído no alto de uma montanha, em Leh.

O palácio foi abandonado em 1830 e estava se deteriorando, mas foi adquirido pelo Serviço Arqueológico da Índia, que está fazendo restaurações e abriu o mesmo à visitação pública.

Palácio de Leh - Ladakh

Mesmo com as obras de restauração e praticamente vazio, valeu à pena a visita pela construção e pela vista magnífica que oferece da cidade de Leh e das montanhas dos Himalaias.

Aperta o play e vem comigo visitar este palácio de pedra!


O que você achou? Se gostou, deixe seu like lá nop youtube, é importante para mim!

Beijos,
Ana Maria
LEIA MAIS