Leh, a cidade de pedra!

Leh é um lugar que à primeira vista pode não encantar, pois logo que se chega, após sobrevoar a Cordilheira dos Himalaias branquinha de neve, chegamos a uma cidade marrom, cheia de montanhas, pedras, terra e com pouco verde. 

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

No primeiro dia eu até a sentir um certo tédio, pois precisava de repouso absoluto, por causa da altitude, e não tinha gostado muito da paisagem, porque só via pedras. Até comecei a chamar Leh de "cidade de pedra".

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

Nos dias seguintes fui conhecendo melhor o lugar e me apaixonando! O lugar é realmente fascinante e muito especial. Viajei muito em companhia das pedras e adorava aquela paisagem. Com exceção das estradas perigosas e cheias de curvas que, aliadas à altitude, me causavam muitas náuseas.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

Leh é o coração do distrito de Leh e capital de Ladakh, no estado de Jammu e Kasmir (Caxemira), na Índia e está localizada está localizada no Vale do Rio Indus, entre as antigas rotas comerciais de Kashgar, Caxemira e Tibete. Sua importância como uma cidade comercial abrandou com a partição da Índia britânica, e terminou com o fechamento da fronteira em 1962 durante a guerra sino-indiana. 

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

Desde a abertura aos turistas em 1974, além da agricultura, o turismo tornou-se uma das principais fontes de economia da cidade.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

A parte antiga é uma área compacta de casas de tijolo de barro e ruas estreitas, diretamente ao leste do bazar principal. 

Leh, a cidade de pedra!
Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

A paisagem em volta de Leh é dominada por montanhas e está ligada ao resto da Índia através de duas estradas de alta altitude, ambas sujeitas a frequentes deslizamentos de terra, pedras e neve, por isso permanecem fechadas do outono até a primavera.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

As estradas locais no Vale do Rio Indus permanecem abertas no inverno, porque o nível de precipitação de chuvas e neve é baixo.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Rua principal e no alto, à direita, o Palácio de Leh.

A cidade é dominada pelas ruínas do Palácio de Leh, a antiga residência da família real do Ladakh. 

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

Altitude e o Mal da Montanha
A elevação da cidade é de 3.505m acima do nível do mar, por isso é necessário repouso absoluto nas primeiras 24h, a fim de evitar o mal da altitude.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Cachorrinhos se aquecendo no sol.

Eu não passei mal como aconteceu em Cusco, mas senti muito cansaço físico. Como a cidade é cheia de subidas e descidas, mesmo a uma suave elevação me deixava com a língua de fora.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

Fui entre o final de abril e início de maio, a temporada turística não tinha começado, pois as estradas estavam ainda fechadas por causa da neve. 

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Não pode faltar uma sacolinha de compras!

Internet e telefonia
A internet é muito ruim por lá, serviço lento e frequentemente há blackouts de algumas horas ou até de 2 dias. As linhas de celulares são controladas pelo governo da Caxemira e chips do resto da Índia não funcionam lá. Eu consegui alugar um SIM Card (chip) no hotel onde eu me hospedei.
Para telefonar, há várias lan houses que oferecem o serviço via skype, mas também dependem da internet.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

Restaurantes
Há muitos pequenos restaurantes de comida tibetana e indiana, mas achei a comida muito gordurosa, talvez devido ao clima frio, para dar caloria ao corpo.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Comidinha típica indiana com Gulab Jamun de sobremesa.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Rapadura e erva-doce pós almoço, para amenizar o tempero apimentado.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Vitrine de uma loja de doces. Será que eu levei um ou dois de cada?

Hotelaria
Existem muitas opções de hospedagem em Leh, mas a maioria mesmo são guest houses. Eu fiquei num hotel/guest house onde eu era a única hóspede, já que a temporada turística ainda não tinha começado. Também farei um post falando sobre a hotelaria, custos, etc.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

População: de acordo com o senso de 2011, o município de Leh tinha 30.870 habitantes, sendo 70,2% do sexo masculino e  29,8%  do sexo feminino. Esta diferença se deve porque a maioria dos habitantes serem imigranets de outras regiões da Índia.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Vendedor de frutas secas

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Comprei algumas frutas secas como tâmaras, damascos e macadâmias

Idioma: o idioma oficial é o ladakh, mas muitos falam inglês e hindi. Os nativos são etnicamente tibetanos e falam lehskat, um dialeto da língua ladakh.

Julley! Ao invés do tradicional Namastê, saudação feita em quase toda a Índia, em Ladakh, o cumprimento oficial de saudação é Julley!

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

Religião
Em 2011, 43,9% da população do município de Leh era budista, 35,4% hindu, 15,4% muçulmana, 2,7% sikh, 0,9% cristã, 0,05% jainista e 0,17% eram ateus ou de outras religiões.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Rodas tibetanas de orações

Leh é chamada também de Pequeno Tibet e frequentemente Dalai Lama procura o local para retiros espirituais.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Mesquita na rua principal

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Outra mesquita na rua principal de Leh 

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Igreja cristã

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
 Escola em Leh

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Estudantes brincando no pátio da escola

Clima
O clima de Leh é do tipo desértico frio,  com invernos frios e longos, de outubro ao início de março, com temperaturas mínimos que chegam a -42ºC. No verão, a máxima chega a 27ºC, mas permanece amena a maior parte do ano.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Nos primeiros dias o vento era tão gelado que cortava a pele! 

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Mas quando saía o sol, a temperatura ficava bem mais agradável

Clima
O clima de Leh é do tipo desértico frio,  com invernos frios e longos, de outubro ao início de março, com temperaturas mínimos que chegam a -42ºC. No verão, a máxima chega a 33ºC, mas permanece amena a maior parte do ano.

Leh, Ladakh - Índia
Tecidos e tapetes secando ao sol.

Quando eu fui, no final de abril de 2016, era quase verão e mesmo assim, durante a noite fazia entre 7 e 9 graus negativos. Durante o dia, a máxima variava entre 5 e 10 graus. Para conseguir beber água mineral, eu tinha que deixar a garrafa no sol, pois a água naturalmente congelava.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

Animais de pelos longos
O interessante é que, por causa do clima gelado boa parte do ano, os animais como vacas, cães, cabras e camelos são extremamente peludos.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

Segurança
Leh é um dos lugares mais seguros da Índia. Pode até dar um certo medinho andar à noite, pois muitas ruas são escuras e sem iluminação, mas não há perigo.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Ruas desertas, mas o único perigo é pisar em valas ou ser atacado por cães.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

O ideal é andar com uma lanterna, que podem ser a do celular mesmo, mas enxergar onde vai pisar, pois há muitos valas de drenagem e cães de rua, que podem querer defender o beco onde você entrar por engano.


Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Mais cachorrinhos se aquecendo no sol.


Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

Mercado
O mercado principal tem algumas lojas de doces, roupas e frutas secas, assim como nas calçadas do centro.


Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Entrada principal do mercado

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Algumas tendas de roupas do mercado

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Parte de trás do mercado principal de Leh

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

O centro da cidade estava todo em obras quando eu fui, inclusive a rua principal. Imagino que já deve ter ficado pronta e muito bonita.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

Rota da Seda
Durante muitos séculos, Leh foi um importante ponto de passagem das rotas comerciais ao longo Vale do Rio Indus, entre a Índia e a China. As principais mercadorias transportadas eram sal, cereais, pashmina e seda.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

Principais atrativos de Leh e região
A cidade de Leh é pequena e pode ser facilmente explorada a pé. Para visitar os arredores, é necessário contratar um táxi ou o serviço de alguma agência de turismo, que tem aos montes por lá.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia
Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

Existem muitos templos budistas em Leh, mas como eu tinha visitado vários em Sikkim, optei por conhecer outros atrativos, como o Palácio, Magnetic Hill, Nubra Valley, Encontro dos Rios Indus e Zanskar e Pangong Lake.

Pangong Lake - Ladakh - Índia
Pangong Tso Lake

*Pangong Lake está localizado em uma área restrita, controlada pelas Forças Armadas da Índia e é preciso uma permissão especial para visitar. Em breve farei um post explicando sobre esta permissão e também sobre os principais atrativos.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

Durante o verão são muito comum expedições de motos, na rota Leh x Manali e há várias agências que alugam motos estradeiras, inclusive a agência onde eu aluguei o carro. Indicação da agência será no post sobre a permissão para visitar área restrita.

Curiosidade: Maratona do Ladakh, a maratona mais alta do mundo é realizada anualmente desde 2012 e acontece no primeiro ou segundo domingo de setembro, em altitudes que vão dos 3.500 aos 5.370 metros.

Leh, a cidade de pedra - Ladakh - Índia

Como chegar em Leh
Avião: Leh dispõe do Aeroporto Kushok Bakula Rimpoche, com voos regulares da Jet Airways, GoAir, Air Índia e no final de março, também pela Vistara.
Carro, ônibus ou moto: pelas estradas de Srinagar e de Manali, porém, somente durante os meses do verão.
Trem: em Ladakh não há ferrovias.

O que você achou de Leh?
Beijos,
Ana Maria
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigada por comentar!
É bom demais receber o retorno dos leitores. Responderei o mais breve possível, então lembre-se de voltar aqui depois para ler a sua resposta.

*Você pode também marcar "Notifique-me", para ser avisado por e-mail quando o seu comentário for respondido.