O que são os "toritos" nos telhados das casas andinas?

Quando eu fiz o tour de ônibus turismo, em Cusco, conheci também um pouco dos arredores da cidade e me chamou muito a atenção o fato de que, em quase todas as casas, tinha pequenas imagens de touros de cerâmica no telhado. Fiquei curiosa e depois eu soube que estes pequenos touros são chamados de Toritos de Pucará.


Os Toritos de Pucará são ornamentos místicos, colocados nos telhados das casas para proteção de seus moradores, principalmente em países da região andina. 

Origem deste símbolo: esta tradição começou em um povoado chamado Pucará, distante 10km de Puno, no Peru, onde antigos ceramistas, por ocasião da ocupação espanhola, passaram a fabricar objetos de cerâmica (vasos, pratos, jarros, potes, etc) para os conquistadores assentados ao Sul do país e acabaram criando também a imagem do torito. 


A imagem do torito foi inspirada nos touros que os espanhóis trouxeram, quando chegaram na aldeia de Pucará.



Estas pequenas estátuas de touros de cerâmica eram colocadas nos telhados das casas, junto a uma cruz, junto com tigelas de água e/ou vasos com flores, como elementos de proteção das famílias que nelas moravam. 

Este costume é muito utilizado até os dias de hoje, em vários países andinos, mas no Peru, especialmente em Cusco, é onde a tradição é mais forte.



O destaque da foto é da lhama, mas no telhado desta casa também tem um par de Toritos de Pucará!

O touro representa a felicidade, a riqueza, a força e a fertilidade, enquanto a cruz mantém as forças negativas e os espíritos malignos longe das casas das famílias. Simboliza a proteção família. É um mix da religião nativa, herdada dos Incas, com a religião católica, trazida pelos espanhóis.



A representação simbólica dos toritos e seus ornamentos têm valor estético e espiritual: a cor branca simboliza a pureza, o par de touros representa proteção, a cor preta, o ego, os defeitos psicológicos; a tigela com água, a fonte da vida. Tudo isso está associado ao ciclo da fecundação, nascimento, vida, morte e renascimento.

Eu não conheço quase nada da cultura e religiosidade andina, então nunca tinha ouvido falar antes nestes "toritos", mas achei muito interessante. E você, o que achou?

Beijos,
Ana Maria
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

2 comentários :

  1. Não sabia...
    É sempre bom aprender sobre a cultura de outros países.

    bjs

    nandaaflordapele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nanda, também acho super interessante.
      beijos

      Excluir

Obrigada por comentar!
É bom demais receber o retorno dos leitores. Responderei o mais breve possível, então lembre-se de voltar aqui depois para ler a sua resposta.

*Você pode também marcar "Notifique-me", para ser avisado por e-mail quando o seu comentário for respondido.