A verdadeira alma de Cusco no Mercado de San Pedro!

Não é nenhuma novidade que eu sou apaixonada por mercados, pois em quase todas as cidades que eu visito, faço o possível para conhecer, pelo menos, o mercado principal. Em Cusco não foi diferente, conheci o famoso Mercado de San Pedro.


Apesar da fama, ele não é muito frequentado por turistas, já que o forte do lugar não é artesanato e sim, alimentos. Os maiores frequentadores são os próprios cusquenhos, então, mesmo que não se queira comprar nada, é uma ótima oportunidade para conhecer um pouco mais sobre a "verdadeira alma do lugar”.


O Mercado de San Pedro é um enorme pavilhão coberto, com diversas bancas que vendem frutas, verduras, queijos, roupas, carnes, ervas, chás, café, enfim, uma infinidade de produtos que a população local utiliza no seu dia a dia.


Na parte dos sucos, que fica bem no início, até podemos encontrar vários turistas, mas “adentrando no mercado”, o que mais se vê são os peruanos mesmo.


A maioria dos atendentes nas tendas (ou bancas) do Mercado de San Pedro é de mulheres. Na parte dos sucos, tivemos a nossa preferida, que nos atendeu super bem. 


Tomamos suco com um mix de frutas escolhidas por nós, pagamos 6 soles cada copo e para nossa surpresa, no final, ainda ganhamos mais um copo cada uma. Ou seja, cada copo acabou custando 3 soles cada. Tem até uns banquinhos de madeira para a gente sentar enquanto saboreia o suco. Claro, voltamos no dia seguinte para mais um delicioso suco de frutas.


Os cusquenhos são muito religiosos. Vi pequenos altares em quase todos os lugares, inclusive no meio do Mercado de São Pedro.

O Mercado de San Pedro é bastante movimentado, mas não chega a estar lotado a ponto de não conseguir ver nada direito. Muito pelo contrário, é bem tranquilo passear por ele. Não sei se é assim em todos os horários, mas na metade da manhã e no início e meio da tarde ele é bem tranquilo.


O colorido das flores e das frutas alegra os olhos. A parte de roupas (camisetas, mantas, gorros) não é muito grande, fica num corredor bem no início do mercado. Aliás, este é o grande diferencial do Mercado de San Pedro: não ter virado uma grande feira de artesanato!


Parte dos têxteis: chapéus, mantas, blusões, camisetas, etc...

A parte de artesanato tem também muita coisa feita de palha, como estas bolsas e cestas coloridas.


Depois do corredor dos sucos, tem uma espécie de “praça de alimentação”. Tem a parte em que o pessoal come no balcão mesmo e na parte lateral existem algumas mesas. Não me atraiu visualmente e pulei este corredor.

Parecem cogumelos, mas é uma espécie de batata. Os outros, são grãos de milho.


Na parte mais central estão as sementes, nozes, cereais e especiarias. Só de milho parece que são centenas de espécies. Além de milho, os peruanos adoram quinoa. No mercado tem à venda quinoa branca, vermelha e negra.

Hum... frutas secas e castanhas: me gusta mucho!


Além dos grãos e cereais, eles vendem também as folhas verdes de coca (vide saquinhos no canto inferior direito da foto acima).

Café, chás, suplementos vitamínicos, muitas folhas e balas de coca.

Na foto acima eu identifiquei grãos de milho, cestas de palha e camomila (florzinha branca e amarela). O resto não sei o que é.

Cacau peruano

Tem também café, cacau, chocolate, doces, pães, chás de todos os tipos, balas de coca e uma infinidade de produtos típicos.

Pacotinhos de chá e especiarias vendidas à granel.

Parte de doces típicos, a maioria à base de leite

Eu comprei alguns chás, balas, chocolates e suplementos em cápsulas de maca, uma raiz que, segundo os peruanos, tem muitas utilidades, mas a principal é a de ser energizante.

Cápsulas de Maca & Ginseng: poderoso energizante natural. Quero só ver!

Comprei vários suplementos com maca, sendo que um possui também ginseng. Ainda não comecei a tomar, mas quero ver se ameniza mesmo a minha frequente sensação de cansaço.

Como eu comentei no início do post, a maioria dos feirantes deste mercado é de mulheres.


Frutas, legumes e verduras muito coloridas e bem fresquinhas. Ali, os sentidos ficam bem aguçados com as cores, os cheiros e os sabores.

Esta banca ficou linda, toda colorida! O aroma das frutas também estava muito bom!

Juro que não entendi tanto interesse desta turista aí no centro (minha irmã), com as frutas. O que será que ela viu que despertou tanto interesse?

E este feirante mirim, tão concentrado na leitura? A propósito, estes potinhos coloridos não são de gelatina e sim, mocotó!

Atração (ou não) à parte: as carnes!


Na parte lateral, que vai do meio ao fundo do mercado, tem o corredor das carnes. Olha, é preciso ter estômago forte para passar por este corredor.

Tripas e outros miúdos

Neste saco, tem até chifres de animais

Cabeças de animais, rabos, tripas, carcaças, enfim, miúdos em geral. Tem até porquinho da India (Cuy), que os cusquenhos adoram comer. 

Não sei nem dizer o que é isso, só sei que o meu estômago  sensível não aguentou...

Eu andei um pouco pelo corredor das carnes e miúdos, mas comecei a sentir náuseas e tive que voltar. Não que seja algo sujo, muito pelo contrário, é bem limpinho, mas o cheiro forte das carnes, com o pessoal mexendo e separando por partes, deixava o ar bem pesado.

Acima, o peixe é salgado para melhor conservação

Apesar desta parte das carnes ser algo visualmente impactante, tudo é muito limpo e organizado neste mercado.


Eu queria ter ido até o fim deste corredor, para ver se via os famosos porcos da India (Cuy), mas não consegui. Esta foto foi a última que eu fiz na parte das carnes e tive que sair daí rapidinho. A carne era fresca, não senti cheiro de carne podre ou estragada, mas era muita carne junta sendo revirada e deveria ter carnes de caça também, que possuem um odor mais acentuado... 


Cuy frito: este é um dos pratos da culinária exótica do Peru, ou seja, o fofinho Porco da India frito. Eles vendem neste mercado e também é servido em restaurantes, mas eu não teria coragem de comer este bichinho tão fofinho!


Bom, me despeço aqui do Mercado de San Pedro e, embora eu não tenha curtido a parte das carnes, adorei todo o resto do mercado.


O Mercado de San Pedro fica próximo da estação de trem de San Pedro, em Cusco. Ele abre diariamente, da 6 horas da manhã até às 18 horas. Eu estava hospedada na Plaza de Armas e o mercado é bem pertinho, fui à pé mesmo.

E você, o que achou do Mercado de São Pedro?
Beijos,
Ana Maria
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigada por comentar!
É bom demais receber o retorno dos leitores. Responderei o mais breve possível, então lembre-se de voltar aqui depois para ler a sua resposta.

*Você pode também marcar "Notifique-me", para ser avisado por e-mail quando o seu comentário for respondido.