Ela voltou pra casa!

Este post talvez seja o mais profundo e difícil pra mim, mas quero dizer que, mesmo diante da dor, existe muita gratidão e achei que é perfeito para as #52semanasdegratidão, criado pela querida Elaine Gaspareto!

Minha mãe voltou pra casa!

Há menos de 48 horas eu perdi minha mãe! Acredito que somente a dor de perder um filho deve ser maior. Como não tenho filhos e nunca conhecerei esta dor, esta é a maior perda da minha vida!

Logo que aconteceu, coloquei um recado no facebook dizendo que minha amada mãe havia partido! Achei que era o meio mais rápido e menos dolorido para avisar a todo mundo. Recebi muitas mensagens de apoio, muito mais do que imaginei. Quando se fala em mãe, todo mundo se identifica, tanto quem já perdeu, quanto quem tem medo de perdê-la. Mãe é certamente a pessoa que mais nos ama (amou), incondicionalmente e, ao perdê-la, perdemos uma parte das nossas referências, do nosso chão. É a nossa base que se desprende de nós.

Entre tantas mensagens, uma me tocou profundamente, pois um amigo me disse: ela não partiu, ela voltou pra casa! Achei lindo, instigante, e fiquei pensando muito a respeito.  

Acima de tudo, preciso destacar a oportunidade que Deus me deu, primeiro de ter sido filha de uma mulher extraordinária, forte, valente e à frente do seu tempo. E depois, meu grande agradecimento  por ter tido uma convivência intensa com ela, principalmente nos últimos anos. 

Minha mãe era muito religiosa e rezava todos os dias, pedindo a Deus e a São José (padroeiro da boa morte) que, quando chegasse a sua hora, ela queria partir logo, por inteira, jamais ficar aqui numa cama ou dependente de alguém. 

Eu estou em paz, porque ela foi atendida exatamente do jeito que ela queria, mesmo nos fazendo esta surpresa. Eu sei que talvez eu ainda esteja anestesiada, que ainda vou sentir demais a falta dela, mas vou fazer um esforço além do que imagino ser capaz para superar a falta que ela já começou a fazer. Dizem que a nossa tristeza atrapalha a caminhada dos que já foram e não quero de jeito nenhum que a minha mãe olhe pra trás e sinta que estamos sofrendo. Eu e minhas irmãs queremos que ela sinta o quanto somos gratas por ela ter existido, por ter nos ensinando a ser fortes, por ter sido o nosso exemplo de mulher, profissional, mãe e pessoa maravilhosa, admirada por todos! Sinto muito orgulho, amor e gratidão por ter sido sua filha!

Beijos,
Ana Maria

*A rosa que ilustra este post foi fotografada no jardim da casa da minha mãe!

Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão

Blogagem Coletiva #52semanasdegratidão
Essa postagem faz parte da "Blogagem Coletiva 52 Semanas de Gratidão", da Elaine Gaspareto. 
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

18 comentários :

  1. Linda mensagem Aninha.Somos abençoadas pela mãe que tivemos. Orgulho e amor eterno por ela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim minha amada irmã, sentimos muito orgulho, amor eterno e uma gratidão imensa por ela ter sido nossa mãe!
      Beijos

      Excluir
  2. Ana:
    Disse num post que quando nossa árvore se fragiliza e parte nós os galhos temos que estar juntinhos, unidos como um feixe. Porque um galho sozinho é fácil de partir e quebrar, então que nesse momento tu e irmãs(o) permaneçam unidos, em paz.
    beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sõnia, já tinha lido o teu post mais cedo e a parte que você escreveu sobre isso me tocou profundamente, até deixei um comentário lá!
      Beijos

      Excluir
  3. Meus sentimentos Ana, é difícil encontrar palavras nesse momento, mas estou rezando por você e sua família.

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Nanda, tudo o que nós precisamos neste momento, principalmente a minha mãe, é de orações. Beijos

      Excluir
  4. Querida Ana
    Receba meu abraço bem apertado. Os abraços nunca esquecemos.
    Este carinho que recebeu, nutre e fortalece
    Que rosa mais linda...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida Claudia, muito obrigada pelo carinho e pelo abraço.
      Beijos,
      Ana

      Excluir
  5. Ana Maria, antes de mais nada: meus sentimentos. Nunca perdi ninguém assim mas imagino o quanto deva doer...
    Mas, apesar dá sua dor eu consigo enxergar uma paz profunda em suas palavras. Lindo post. Que um dia, quando for a minha hora de voltar pra casa eu vá como sua mãe, inteira. É que alguém que me tenha amado possa contar de mim com o mesmo amor e admiração que você conta de sua mãe.
    beijossss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elaine,
      Muito obrigada pelo seu carinho e pelas belíssimas palavras. A verdade é que nunca estamos preparadas para uma perda, ainda mais de alguém tão próximo.
      Já perdi meu pai e depois dele, a minha mãe passou a ter uma importância ainda maior na minha vida e de minhas irmãs.
      Minha mãe nos ensinou tanto, nos deixou tantos exemplos que eu quero tentar me parecer com ela o máximo que eu puder.
      Minha dor e meu amor são tão profundos que eu não sei nem expressar o quanto, mas como você percebeu, estou em paz sim!
      Fiz o que eu pude por ela em vida e o fato dela ter "voltado pra casa" do jeitinho que ela queria, me conforta mais ainda. A saudade é que vou ter que aprender a administrar.
      Beijos,
      Ana

      Excluir
  6. Cara Ana, o que podemos dizer nesse momento? Que Deus conforte seu coração! Creio sim, como você, que voltaremos todos para a nossa verdadeira casa, a pátria espiritual! Onde estaremos juntos, com certeza sua mãe te esperará!
    beijossssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paula, muito obrigada pelas palavras carinhosas.
      Verdade, é um momento muito difícil, pois minha mãe já está fazendo muita falta, mas Deus está nos dando força e estamos enfrentando com a coragem que ela gostaria.
      Beijão,
      Ana

      Excluir
  7. Ana,eu ainda tenho meus pais, como vc sabe.Mas sei que tb vão voltar para a casa do pai.Sua mãe foi embora serena e em PAZ.Sua missão foi cumprida 100% aqui na terra.Tua dor só o tempo...Ela deixou vc e as duas irmãs,sendo rosas do jardim dela. Continue firmes e ainda mais unidas, seguindo o caminho que ela ensinou a vocês.Estou aqui minha amiga.Pode contar sempre comigo.Beijos.Cyrlei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cyrlei,
      A gente nunca sabe quando será o nosso momento ou o de quem amamos "voltar para casa", por isso devemos estar sempre em paz com todos. Estou tranquila em relação à minha mãe, mas a dor da perda e a saudade que ela deixou são muito fortes. No entanto, sei que no devido tempo, tudo ameniza. Muito obrigada!
      Beijão,
      Ana

      Excluir
  8. Oi, Ana! Meus sentimentos pela perda da sua mãe. A gente sofre pela saudade e as lembranças sempre vem. Mas com o tempo, a dor torna-se menos doída. Deus te abençoe e console os corações de vocês. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Quel,
      A gente sofre muito pela separação e de saudade, mas eu sei que o tempo ameniza. Minha fé em Deus e que ela está bem, me ajuda muito a enfrentar este momento. Muito obrigada pelas palavras de apoio. Beijos

      Excluir
  9. Boa noite, querida!
    Meu sentimento de pesar pois só fiquei sabendo agora...
    Bjm fraterno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite querida Roselia!
      Muito obrigada!
      Beijos,
      Ana

      Excluir

Obrigada por comentar!
É bom demais receber o retorno dos leitores. Responderei o mais breve possível, então lembre-se de voltar aqui depois para ler a sua resposta.

*Você pode também marcar "Notifique-me", para ser avisado por e-mail quando o seu comentário for respondido.