Taj Mahal e a restauração do mármore branco!

O icônico e maior símbolo de amor da Índia, o mausoléu Taj Mahal, está sendo restaurado, mais precisamente o seu belíssimo mármore, que já não está mais tão branco assim.

As obras de restauração começaram pelos minaretes!

Cerca de 25.000 visitam o Taj Mahal diariamente, exceto às sextas-feiras, quando ele fecha para a visitação pública!

O tom amarelo do mármore se deve à muitos fatores, como a ação natural do tempo, acelerada pela poluição e também pela fumaça e cinzas oriundas da queima da madeira usada em um antigo crematório próximo, com mais de 200 anos, e que ainda está em funcionamento.

Rio Yamuna, um dos principais afluentes do Ganges

Algumas partes do mármore também estão ficando esverdeadas devido aos dejetos de insetos que se criam no poluído Rio Yamuna, que corre nos fundos do Complexo Taj Mahal.

O Serviço Arqueológico da Índia (ASI) é o órgão responsável pela recuperação do Taj Mahal.

De cabelo rosa, manchado durante o Holi, em Johdpur, estou gravando e tocando no mármore do Taj Mahal.

O mármore será todo lavado e restaurado e as obras começaram ainda no segundo semestre do ano passado. 

Vista da lateral direita do Taj Mahal

Três dos quatro minaretes estão cheio de andaimes e o quarto, eu desconfio que até já foi restaurado, pois ele me pareceu bem mais branco que os demais. Mas não tenho certeza, pois não encontrei nenhuma informação a respeito.


Técnicas de tratamento de beleza no Taj Mahal: uma camada de argila arenosa é aplicada sobre o mármore, para eliminar as manchas, assim como fazemos em nossa pele. O tratamento com argila não é corrosivo ou abrasivo. E, depois de seca, a argila é removida e com ela, as partículas de poluição. Mas ainda há muito o que ser feito para devolver ao Taj Mahal todo o esplendor dos primeiros séculos! 

Close na parte central do mausoléu

Este tratamento com argila arenosa está sendo aplicado há cada 7 anos, como aconteceu em 1994, 2001 e 2008, além de 2015, sem a necessidade de fechar o Complexo à visitação pública. A A atual recuperação será bem minuciosa e as obras irão durar cerca de 9 anos!

No meio do jardim!

O Taj Mahal tem 65m de altura, o equivalente a um prédio de 18 andares.

Nas laterais dos quatro portões (mas a entrada é apenas pelo frontal), estão escritos vários trechos do Alcorão, em caligrafia Thuluth.

Aqui podemos ver melhor os detalhes e escritas no mármore. E os desenhos não são pinturas, são pedras preciosas!

Os Mughals que construíram o Taj Mahal eram excelentes geômetras e entendiam muito bem de ilusão de ótica, tanto que usaram uma fonte menor na base e aumentaram o tamanho da na altura. Então, para quem olha do chão, as escritas parecem ter o mesmo tamanho.

*O Império Mughal foi uma entidade geopolítica que chegou a dominar quase todo o subcontinente indiano, de 1525 a 1857.


O jardim do Taj Mahal foi projetado para se assemelhar a um tapete persa, que conduz à entrada do mausoléu. Nos primeiros registros, o jardim tinha rosas, narcisos e até árvores frutíferas.

Atualmente o jardim está bem clean, mas não foi descaracterizado a sua simetria!


O jardim possui quatro partes, projetadas com caminhos axiais que se cruzam no centro, onde uma passarela d'água reflete o mausoléu, localizado no final do canal! Este esquema geométrico, presente nos jardins persas é altamente estruturado e chama-se Char Bagh (ou Chahar Bagh). 

Documentando tudo, sempre!

Entre histórias e lendas, tem muito mistério envolvendo esse famoso monumento e, no post publicado em 22 de dezembro de 2015, eu conto um pouco mais sobre ele. Link acesso no final.


Com exceção das obras de restauração, quase nada mudou no Complexo do Taj Mahal, desde a minha primeira visita, em maio de 2015, mas o Taj Mahal é tão fascinante que sempre rende assunto e fotos de ângulos diferentes, por isso, vou dividir este post em dois. 


Se você tiver alguma pergunta sobre a visitação ao Taj Mahal, que eu já não tenha dito no post anterior (aqui), é só deixar nos comentários! 

Beijos,
Ana

*Para quem ainda não assistiu, publiquei também um vídeo, onde eu conto porque eu voltei pro Taj Mahal e mostro um pouco do Complexo. Link aqui.
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

2 comentários :

  1. Oi Ana! Então, lendo em outros blogs sobre o Taj vi um post (que não lembro de onde era infelizmente) de uma pessoa que contratou um fotógrafo que encontrou ali na entrada do monumento mesmo, e que ele registrou os momentos e depois ela escolhia e comprava as fotos, e saiu relativamente barato! Você viu algo do tipo lá? Será que é confiável? Claro que eu também tiraria minhas próprias fotos para garantir né, vai saber rs. Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Katriny, sim, está cheio de fotógrafos e eles já sabem quais são os melhores ângulos do Taj Mahal. Não sei o preço, mas deve ser barato. Mesmo assim, pechinche porque o primeiro preço eles sempre fazem mais alto para os turistas. Dá para confiar sim, vc só paga qdo receber a foto. Beijos

      Excluir


Obrigada por comentar! É bom demais receber o retorno dos leitores.
Responderei o mais breve possível, então lembre-se de voltar aqui depois para ler a sua resposta.

*Você pode também marcar "Notifique-me", para ser avisado por e-mail quando o seu comentário for respondido.