Complexo Qutb Minar e a primeira mesquita da Índia!

O post anterior ficou muito extenso, então eu decidi dividi-lo em dois (quem ainda não leu, clique aqui). Nele eu conto um resumo de como foi construído o Complexo de Qutb Minar, em Delhi, na Índia e, principalmente sobre a torre, que dá nome ao lugar.

Nesta segunda parte vamos ver um pouco sobre as demais construções deste maravilhoso complexo arqueológico.


Ao pé da torre Qutb Minar está Quwwat-ul-Islam (Luz do Islã), a primeira mesquita a ser construída na Índia, foi concluída em 1197. 


A mesquita dispõe de uma área interna e de um pátio externo, decorado com colunas e com um pilar de ferro no centro. A maioria destes eixos são dos 27 templos hindus, que foram desmanchados para construir a mesquita.

 Área central do pátio externo da mesquita.
  

Uma inscrição sobre o seu portão oriental informa que ela foi construída com material obtido a partir de demolição dos 27 templos hindus e é por isso que esta construção muçulmana possui ornamentação típica hindu.


Interior da mesquita

Embora em ruínas, a Quwwat-Ul-Islam Mosque é uma das estruturas mais magníficas do mundo. 

Pausa para um pequeno descanso.

 Pátio externo da mesquita, com o Iron Pillar (Pilar de ferro).

Um pilar de ferro com 7m de altura, localizado no pátio da mesquita, possui uma composição resistente à ferrugem. De acordo com alguns historiadores, este pilar foi erguido em outro local por volta do ano 400 e cerca de 600 anos depois, transferido para o local atual. 

Não pude dar o meu abraço físico invertido neste pilar... mas em meus pensamentos eu dei!

Diz a lenda que se você puder cercá-lo com as mãos, de costas para ele, seu desejo será cumprido.  Eu bem que queria dar um abraço de urso invertido neste pilar, mas esta cerquinha me intimidou. Imagino que devia ser tanta gente querendo tocar este pilar que, em 2004, os administradores do complexo foram obrigados a isolá-lo.

Alai Dawaza

O Alai Darwaza é o principal portão do lado sul da Quwwat-ul Islam-Mesquita. Possui uma cúpula na entrada, construída com arenito vermelho e decorada com mármore branco.


Construído por artesãos turcos, o Alai Darwaza é um dos primeiros edifícios na Índia para ser construído usando um estilo arquitetônico islâmico.  

As paredes do Alai Darwaza são primorosamente inscritas com roteiro Nashk. 
  

 Interior do Alai Dawaza

 Cúpula do Alai Dawaza

Considerado um dos edifícios mais importantes de seu tempo, o Alai Dawaza adiciona charme à Mesquita Quwwat-ul-Islam, com seus belos arcos e franjas que se assemelharam a brotos de lótus, a flor símbolo da Índia.

 Alai Minar, um monumento incompleto dentro do Complexo.

Apesar do Complexo conter muitas ruínas, já foram restaurados cerca de 40 dos monumentos.
 
Compare o tamanho da ruína com o do indiano que a admira! Ah, e alguém reparou no avião?


O local também sedia todos os anos o "Qutb Festival", que é realizado em novembro e dezembro, onde artistas, músicos e dançarinos fazem apresentações ao longo de três dias.  



Este é mais um lugar secular (este é quase milenar) na Índia que, mesmo em ruínas, está muito bem cuidado e preservado.



O Qutb Minar é um dos monumentos mais visitados da Índia. Em alguns anos, suas visitas superaram até as do famoso Taj Mahal.

Endereço, como chegar e valor da entrada:

O Complexo Qutb Minar pertence ao Levantamento Arqueológico da Índia (ASI) e o endereço é: Mehrauli, New Delhi, Delhi - 110030 - Índia. Aberto todos os dias, de segunda à segunda, das 7h às 17h. 

Taxa de entrada: INR 10 para indianos e INR 250 para estrangeiros (cerca de R$ 13,00). Não é cobrado taxa extra por câmera fotográfica. Alguns locais cobram, como por exemplo o Zoo de Delhi.

Para chegar até o Complexo, a estação de metrô mais próxima é a Qutb Minar e o local abre para visitação todos os dias, de segunda à segunda, das 7h às 17h. 

Causando no Complexo Qutb Minar: o povo indiano é muito receptivo e curioso e, por eu ser diferente deles, era muito assediada para tirar fotos. Então, por mais que eu os considerasse exóticos, na Índia, a exótica era eu. Fiz até um mix com algumas fotos que representam que "Exóticos são sempre os outros":




Espero que você tenha gostado do assunto, apesar de ter rendido dois posts enormes!

Beijos,
Ana
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

4 comentários :

  1. Estou impressionada com o tamanho dos monumentos!
    Tudo muito lindo!
    Beijinhos.
    Blog | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também Mari e quando imagino o tanto de história que existe, mais eu me impressiono...
      Beijos

      Excluir
  2. Estava fazendo o Web Desafio e perdemos 100 pontos em razão de se escrever Qutub Festival e não Qutb Festival.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mais escrito é Qtub mesmo. Mas os indianos escrevem também de outra maneira que agora não estou lembrada. Verifique pela internet se não é Qutub e questione os seus 100 pontos...
      Abraços

      Excluir

Obrigada por comentar!
É bom demais receber o retorno dos leitores. Responderei o mais breve possível, então lembre-se de voltar aqui depois para ler a sua resposta.

*Você pode também marcar "Notifique-me", para ser avisado por e-mail quando o seu comentário for respondido.