Jardim Botânico, o cartão postal de Curitiba!

Estou retornando de uma semana de miniférias, que foram muito bem aproveitadas em Curitiba (Paraná), e o primeiro post desta viagem é sobre o cartão postal e um dos pontos turísticos mais visitados desta cidade: Jardim Botânico.

O espaço conta com uma área total de 245 mil m²

Tapete de flores logo na entrada do parque.

O Jardim Botânico de Curitiba, como é mais conhecido, também tem outro nome: Jardim Botânico Francisca Maria Garfunkel Richbieter, em homenagem a esta urbanista que foi pioneira no trabalho de planejamento urbano da capital paranaense.


Inaugurado em 5 de outubro de 1991, o jardim contém inúmeras espécies vegetais do Brasil e de outros países, espalhados por alamedas e duas estufas.

40% da sua área são compostos de floresta nativa remanescente.

O jardim de mata nativa possui trilhas para percursos a pé e os curitibanos aproveitam o espaço para manter a forma com caminhadas e corridas, que podem ser feitas em meio a um bosque de araucárias, passando por um lago, quadras esportivas e velódromo. 


Possui também um espaço apropriado para alongamento, com placas de orientação para ginástica e pista iluminada para caminhada ao redor do bosque.

Eu, como sou turista, aproveitei para descansar e apreciar a belíssima paisagem!


A principal estufa, em estrutura metálica e vidro, possui três abóbodas do estilo Art Nouveau e foi inspirada no Palácio de Cristal de Londres, que existiu no século XIX. A outra estufa é restrita à pesquisa botânica.


A estufa é climatizada e mantém espécies botânicas da Floresta Atlântica, como Caraguatá, Caetê e Palmito. 


 Interior da estufa, que possui uma pequena fonte d'água artificial

Esta placa está dentro d'água, logo após as pequenas quedas s'água.

Apresentando um Ananás vermelho...


Do interior da estufa de vidro é possível ter uma vista privilegiada do jardim geométrico, em estilo francês.  


O Jardim Botânico conta ainda com o Museu Botânico Municipal, que atrai pesquisadores do mundo todo. Tem espaço para exposições temporárias e permanentes, biblioteca e auditório e oferece serviços como educação ambiental e ainda conta com biblioteca específica para consulta local.

Atualmente, o museu possui cerca de 330 mil exsicatas – plantas secas preparadas para coleção botânica, além de coleção de amostras de madeiras e frutos. 


Atrás da estufa principal está localizado o espaço cultural Frans Krajcberg, com uma exposição permanente chamada de "A Revolta", cujo nome expressa o sentimento do artista com relação à destruição sem limites provocada pelo homem nas florestas brasileiras. 

A exposição possui 114 esculturas desse artista/ambientalista polonês naturalizado brasileiro, todas elas feitas a partir de restos de árvores queimadas ou derrubadas de forma ilegal. 

Há também exposição de fotos tiradas pelo próprio escultor, venda de livros relacionados ao artista e a possibilidade de visitas monitoradas. A principal finalidade do espaço é a conscientização ambiental.


Jardim das Sensações

Inaugurado em dezembro de 2008, é um espaço onde os sentimentos do visitante são tentados, por meio do contato direto com plantas de diferentes formas, texturas e aromas. O percurso pode ser feito com os olhos vendados ou não.

Valor da entrada e horário de funcionamento: 

A  entrada é gratuita;

O parque fica aberto de segunda a domingo, das 6h às 20h e no horário de verão, das 6h às 21h. O passeio pode ser direto ou orientado, conforme o interesse do visitante.

Localização:

Rua Eng°. Ostoja Roguski, s/n°. - Jardim Botânico.
Tel: (41) 3264-6994 (Administração)  -  3362-1800 (Museu).

Como chegar de ônibus:

Ônibus de linha:

- Expressos Centenário/Campo Comprido e Centenário/Rui Barbosa. Descer ao lado do Botânico.
- Linha Cabral/Portão e Linha Alcides Munhoz (ponto Al. Dr. Muricy). Descer em frente ao Jardim Botânico.

Ônibus Turismo: tem uma parada em frente.

Eu fui de ônibus turismo, mas voltei de ônibus de linha, porque o último ônibus turismo passa às 18h e eu acabei perdendo. Mas foi super tranquilo.

É a segunda vez que eu visito o Jardim Botânico e considero um passeio imperdível para quem visita Curitiba.

Um beijo,
Ana

Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

8 comentários :

  1. Ana eu amo jardim botanico, meu primo se casou em um e eu fiquei deslumbrada, adorei as fotos esta linda no meio das flores

    Beijao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também, é muito bom esse contato direto com a natureza.
      Muito obrigada pelo elogio. Bjs

      Excluir
  2. Lindo demais!
    bj

    http://nandaaflordapele.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Com certeza é um lugar que quero visitar se um dia for a Curitiba, é muito lindo!!
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari, é praticamente um passeio obrigatório para quem visita Curitiba! Vc vai adorar!
      Beijos

      Excluir
  4. Pretendo fazer minha primeira viagem sozinha e ir a Curitiba. Já salvei o post rsrs
    comqueroupavouparaigreja.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jacke, vai ter mais posts sobre Curitiba... Você vai amar a cidade!
      Beijos

      Excluir

Obrigada por comentar!
É bom demais receber o retorno dos leitores. Responderei o mais breve possível, então lembre-se de voltar aqui depois para ler a sua resposta.

*Você pode também marcar "Notifique-me", para ser avisado por e-mail quando o seu comentário for respondido.