Colágeno hidrolisado para pele, cabelos e unhas!

Isso mesmo, eu estou testando mais um comprimido para pele, cabelos e unhas. Desta vez escolhi o colágeno hidrolisado, que conheci na Argentina e vou explicar um pouco o que isso significa.

Colágeno comprimidos

O colágeno é tipo de proteína que o próprio organismo produz e uma de suas principais funções é formar as fibras que dão sustentação à pele. Os cabelos, unhas, ossos e cartilagens (tecidos que amortecem as articulações) também são beneficiados. É também a classe mais abundante de proteínas do organismo humano e representa mais de 30% de sua proteína total. 

Com o passar dos anos, o corpo começa a produzir esta substância em menor quantidade e, a partir dos 30 anos, mesmo com uma alimentação balanceada, há uma perda anual em torno de 1%. Essa perda resulta em redução da elasticidade e hidratação da pele, daí surgem rugas, celulite e flacidez. As unhas e cabelos também ficam quebradiços e sem brilho. 

Dos 50 anos em diante, a queda é bem mais drástica. A produção de colágeno cai, em média para apenas 35%. Os prejuízos maiores não são notados de imediato, mas tendões, ossos e cartilagens – estruturas de sustentação que dependem do colágeno – ficam fragilizadas e tendem a quebrar com facilidade.

Por isso, é aconselhável complementar a alimentação com colágeno hidrolisado a partir dos 30 anos. A partir dos 50, os médicos e nutricionistas apontam como essencial.


A deficiência de colágeno no nosso organismo denomina-se colagenoses, acarretando alguns problemas como má formação óssea, rigidez muscular, inflamação nas juntas musculares, doenças cutâneas e também está associada à redução da espessura do fio capilar e com a desidratação e perda de elasticidade da pele, culminando em flacidez e no aparecimento de rugas e estrias. Além disso, prejudica as articulações e enfraquece os ossos.

Qual a diferença entre colágeno e colágeno hidrolisado?
Colágeno é a proteína inteira e o colágeno hidrolisado é a molécula já quebrada/digerida ou fracionada em aminoácidos.

Extraído do osso e da cartilagem do boi, o colágeno passa pelo processo de hidrólise – quebra das moléculas de proteína - para ser mais facilmente absorvido pelo organismo.

O colágeno hidrolisado (um tipo especial de gelatina) contém os aminoácidos essenciais glicina e prolina em concentração 20 vezes maior do que outras proteínas. Ambos são componentes importantes do tecido conjuntivo e asseguram sua consistência e elasticidade. Ele também tem efeito regenerativo em ossos e articulações. 

A gelatina que compramos no mercado, também serve como complemento de colágeno?


Esta gelatina possui apenas 10% de proteína e, por isso, não deve ser considerada como alternativa para firmar a pele ou deixar o corpo mais firme. Mas é uma boa alternativa, com baixas calorias, para driblar a fome ou saciar a vontade de doces.


Mas a gelatina em cápsulas (ou farmacêutica) é o colágeno puro. Só que, por não ser hidrolisada, é menos eficiente. A explicação está no processo: A hidrólise quebra as moléculas da proteína presente no colágeno. Menores, elas são absorvidas pelo organismo com mais facilidade. Ou seja, você tem de consumir uma dose bem maior de gelatina em cápsula para ter o mesmo efeito do colágeno hidrolisado.

Quais são os alimentos ricos em colágeno?
As principais fontes de colágeno encontram-se nos alimentos ricos em proteínas de origem animal (carne vermelha, frango, peixe). Mas, para o colágeno ser sintetizado pelo organismo, é importante você também consumir boas fontes de vitamina C (limão, laranja, kiwi, caju, acerola e goiaba), vitamina E, selênio e zinco (avelã, amêndoa e castanha-do-pará).

Principais benefícios do colágeno hidrolisado

- Melhora a sustentação e a elasticidade da pele (combate a flacidez);
- Retarda o envelhecimento e previne rugas;
- Fortalece ossos, articulações, unhas e cabelos;
- Combate celulite e estrias;
- Auxilia no funcionamento do sistema linfático;
- Promove a saciedade, ajudando a emagrecer.

Como posso encontrar o colágeno hidrolisado?
O colágeno hidrolisado pode ser encontrado na forma líquida, em cápsulas/comprimidos ou pó. Eu optei por comprimidos, muito mais prático, mas dizem que o colágeno hidrolisado em pó é mais eficiente.

Comprimidos de colágeno hidrolisado

Quem deve tomar colágeno hidrolisado?
Recomenda-se a suplementação com colágeno hidrolisado a partir dos 30 anos de idade. E o ideal é fazer isso sob orientação de um médico ou nutricionista.

Onde comprar e qual colágeno hidrolisado?
Eu comprei comprimidos de colágeno hidrolisado Garden House, da indústria argentina, na Farmacity - farmácia de Buenos Aires. 

Aqui no Brasil as marcas mais conhecidas são a Sanavita e Herbarium e você pode encontrar comprar em farmácias, drogarias e lojas de produtos naturais. Eu já usei algumas vitaminas da Herbarium, mas da Sanavita eu não lembro.

Eu comprei quatro caixas, com 60 comprimidos de colágeno hidrolisado cada e mais uma embalagem de colágeno normal, também com 60 cápsulas. Este eu comprei primeiro, depois foi que eu encontrei o hidrolisado. O colágeno normal não é tão facilmente absorvido pelo organismo quanto o hidrolisado, mas já que comprei, vou tomar por último, na fase de manutenção.

Farei um tratamento de cinco ou seis meses. Nos primeiros três meses, vou tomar duas cápsulas por dia e depois, apenas uma, para a manutenção.

Ingredientes - Clique na imagem para ampliar

Esta marca que eu comprei já acrescentou Vitamina E ao colágeno hidrolisado. É muito importante, como eu citei mais acima, aliar também à ingestão de vitamina C, para potencializar o efeito do colágeno. Eu comprei, aqui no Brasil, comprimidos de Cewin - vitamina C e todo dia, junto com dois comprimidos de colágeno, acrescento um de Cewin.

Comecei o meu tratamento ainda em Buenos Aires e estou quase no final da primeira caixa. Ainda é cedo para perceber melhoras significativas na pele ou cabelos, mas nas unhas já percebi que elas estão bem mais resistentes. Acredito que daqui há uns 3 meses eu conseguirei perceber outros efeitos e volto aqui para fazer uma atualização do post. 

Para quem não leu, segue o link para os posts sobre vitaminas para cabelo que eu já tomei. Clique aqui.

Observação: o colágeno sozinho não resolve o problema de flacidez se você não mantiver uma rotina de exercícios, hábitos saudáveis e alimentação balanceada.

Alguém já fez uso de colágeno hidrolisado?
Beijos,
Ana

*Atualização do post em 26 de maio de 2014: ainda estou ingerindo comprimidos de colágeno hidrolisado + Cewin (vitamina C). 

E o que eu notei até agora em minha pele, unhas e cabelos? 
Minhas unhas eu posso dizer que estão bem fortes e não estão lascando como antes. Quanto à minha pele (firmeza) e meus cabelos, não notei nada de diferente nestes meses todos, nem para melhor ou pior.

Informação importante sobre a ingestão de colágeno: consultei uma médica especialista no assunto e ela me explicou que não existe comprovação científica de que a ingestão de colágeno hidrolisado realmente reponha, pelo menos em parte, o colágeno que o nosso organismo perde com o passar dos anos.

Cuidados especiais: ao fazermos uso do colágeno, estamos ingerindo também muita proteína, então, é imprescindível beber muita água durante o dia, para não haver sobrecarga nos rins. 

Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

10 comentários :

  1. Aninha, muito bom este post, muitas informações importantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari,

      Legal né? Vou comprar também a vitamina C para potencializar o efeito desta. Bjs

      Excluir
  2. ja tem 7 meses e aí qual o resultado do colageno?????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Eu incorporei o uso do colágeno no meu dia a dia e o que eu posso te dizer é que não apresento nenhum milagre, mas minha pele está muito bonita, com aspecto super saudável, minhas unhas bem fortes (nunca mais lascaram) e meus cabelos estão sem queda (embora devam começar a cair em breve, pois eu sempre perco muito cabelo no outono, mas também novos fios sempre aparecem).

      Como o nosso organismo começa a produzir menos colágeno após os 30 anos, essa reposição é importante. Não posso te afirmar com certeza se o que eu te falei é consequência do uso de colágeno, mas que ele deve estar ajudando, isso sim.

      Bjs

      Excluir
  3. Faço uso de colágeno desde os 29 anos, hoje tenho 37.
    Unhas ficam fortes, cabelos suportam mais as nossa invenções e sem sombra de dúvida a pele do rosto mostra o resultado.
    Continuo aparentando ter 30 anos, só agora noto uma linha de expressão.
    Vi grandes resultados no segundo ano de uso e também vi 'o tempo agir' quando deixei de tomar as duas cápsulas por dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Obrigada por compartilhar a sua experiência, isso só vem reforçar a importância da gente repôr o colágeno a partir dos 30 anos!
      beijos

      Excluir
  4. Boa noite, tenho 24 anos e percebo que meu cabelo cai muito. Estou fazendo tratamento para a queda mas gostaria de saber se posso tomar o colágeno pra ver se ajuda a reduzir a queda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, 
      Pelo que eu sei, o colageno ajuda a fortalecer a fibra capilar, mas não evita a queda que já está acontecendo. Como vc é muito jovem e já está fazendo tratamento contra a queda, eu te oriento a perguntar para o seu médico, é mais seguro.
      Beijos 

      Excluir
  5. Estou tomando o hidrólisado em pó, dissolvido no suco de laranja.
    Notei mudanças em 20 dias, minhas unhas ficaram mais fracas e estão lascando e a queda de cabelo aumentou, não sei se tem a ver com o colageno, alguém aí passando por algo parecido?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, olha, muito estranho isso que você está relatando.
      Pelo que eu saiba, o efeito do colágeno hidrolisado é exatamente o oposto do que aconteceu com você. Talvez exista deficiência de alguma vitamina importante, por isso o colágeno não está adiantando.

      Excluir

Obrigada por comentar!
É bom demais receber o retorno dos leitores. Responderei o mais breve possível, então lembre-se de voltar aqui depois para ler a sua resposta.

*Você pode também marcar "Notifique-me", para ser avisado por e-mail quando o seu comentário for respondido.