Varanasi, a cidade mais sagrada da Índia!

Já  publiquei alguns posts e vídeos sobre lugares visitados em Varanasi, a cidade sagrada do hinduísmo, mas ainda não tinha feito uma "panorâmica" sobre cidade, o que visitar, onde é melhor se hospedar, quantos dias ficar, enfim, informações básicas e este é o assunto de hoje.

Varanasi, a cidade mais sagrada da Índia!

A origem do nome
Varanasi, também conhecida pelos indianos como Varanassi, Benares, Banāras e, localmente, como Kashi (nome mais antigo da cidade), é uma cidade do estado de Uttar Pradesh, na Índia, localizada às margens do Rio Ganges.

* O nome de Kashi origina da literatura pré-védica antiga de Rigveda, onde o nome desta cidade foi consultado como "kasi", que significa "cidade da luz". 

**As  denominações Banaras ou Benares são uma alusão ao rei mitológico Benar.

Varanasi na Índia
Localização de Varanasi no mapa da Índia

Varanasi é a junção do nome de dois afluentes do Ganges, que delimitam a cidade na parte antiga: Varuna, ao norte e Assi, ao sul, que atualmente é um pequeno riacho próximo ao Assi Ghat (escadaria Assi). Varuna e Assi: Varanasi.

Varanasi, a cidade mais sagrada da Índia!
Parte antiga de Varanasi

A fundação de Varanasi
Varanasi possui mais de 3 milhões de habitantes e é uma das cidades mais antigas do mundo. A data exata da fundação é desconhecida, já que as únicas fontes de informações vêm das tradições hindus. Segundo os brâmanes, Varanasi foi fundada por Shiva, o principal deus hindu,  há mais de 5.000 anos, o que dela uma das sete cidades sagradas do hinduísmo. Porém, alguns historiadores consideram a hipótese de que a cidade tenha surgido há cerca de 3.000 anos.

Varanasi, a cidade mais sagrada da Índia!
 Comércio na parte antiga da cidade

Economia 
A tecelagem de seda é a indústria dominante em Varanasi, atividade predominante dos muçulmanos, com mais de meio milhão deles trabalhando no setor. Varanasi é famosa em toda a Índia por sua produção de seda muito fina e saris Banarasi, brocados com  trabalhos em fio de ouro e prata, que são frequentemente utilizados em casamentos e ocasiões especiais.

Varanasi, a cidade mais sagrada da Índia!
Agência de Turismo em Varanasi

O turismo é a segunda indústria mais importante de Varanasi. Anualmente, mais de 3 milhões de turistas nacionais e 200.000 estrangeiros visitam  a cidade para fins religiosos. Além do Ganges e dos Ghats (escadarias), outra atração são os templos. Existem cerca de 23.000 templos em Varanasi e, claro, é inviável visitar todos.

Varanasi, a cidade mais sagrada da Índia!
Entardecer em Assi Ghat

Além da importância para os hindus, Varanasi foi o berço do Budismo, pois foi na localidade de Sarnath (distante 13km) que Sidarta Gautama recebeu a iluminação e tornou-se Buda.  E, devido ao grande número de muçulmanos, o islã também é uma religião forte na cidade.

Varanasi, a cidade mais sagrada da Índia!
Familiares levando o corpo de seu ente para ser cremado próximo ao Ganges.

Varanasi e o Rio Ganges são locais sagrados para os hindus. Muitos doentes terminais fazem sua última viagem até Varanasi. Eles acreditam que a morte na cidade lhes trará a vida eterna, encerrando ali o seu o ciclo de reencarnações, que é o estágio mais desejado para religião hindu.

No site do hotel onde me hospedei está escrito: "Sobre morrer aqui e ser cremado no Sagrado Ganges, diz-se que é um passaporte garantido para o céu e a libertação do ciclo da morte e do renascimento".

Varanasi, a cidade mais sagrada da Índia!
Este Sadhu ("homem santo") pulou na frente do meu táxi e me assustou muito.

A cidade tem uma parte nova, com shopping centers moderno e tudo o que qualquer outra cidade grande da Índia pode oferecer. Mas é na parte antiga que Varanasi exibe toda a sua essência.

Varanasi, a cidade mais sagrada da Índia!
Varanasi, a cidade mais sagrada da Índia!
As vacas (e touros) estão por toda a parte

A cidade antiga é exatamente como mostram os filmes, as revistas, internet, etc. Ela é exatamente assim: extremamente poluída, barulhenta e muito populosa. E cheia de vacas por toda a parte. Foi em Varanasi que eu atolei meu pé em uma bosta de vaca e precisei joga fora o tênis, porque ele ficou todo esverdeado!

 Vendedora de legumes e seu "tabuleiro"

Quantos dias é o ideal para conhecer a cidade
Depende do que se pretende ver. Se for apenas para ver o Ganges, um dia já é suficiente. Mas se você quiser visitar alguns templos, fortes e os arredores da cidade, o ideal, no mínimo, são 3 dias. Eu fiquei 5 dias em Varanasi e explorei bastante a cidade e arredores. Naveguei duas vezes pelo Ganges, sendo que uma foi noturna.

Varanasi, a cidade mais sagrada da Índia!
Assi Ghat e o Ganges

Onde se hospedar
O ideal, para quem quer realmente entrar no clima da cidade, é se hospedar na parte antiga, próximo aos principais Ghats (grande escadarias junto ao Ganges), onde muita coisa acontece e podemos entender um pouco como é esta devoção ao Ganges.

Varanasi, a cidade mais sagrada da Índia!
Hotel Temple on Ganges

Lembrando que a parte antiga é realmente muito antiga e os hotéis idem. Porém, sem dúvida, é a melhor localização.

Varanasi, a cidade mais sagrada da Índia!
Vista do Ganges do alto do Roof Top do hotel, onde fica o restaurante.

 Eu me hospedei no Hotel Temple on Ganges, em  Assi Ghat, com uma vista espetacular para o Rio Ganges. No próximo post falarei um pouco mais sobre ele.

Varanasi, a cidade mais sagrada da Índia!
Varanasi, a cidade mais sagrada da Índia!
Não podia faltar as fotos da série "Exóticos são sempre os outros"

O que eu visitei em Varanasi e região 
As palavras grifadas em azul correspondem aos posts e vídeos já publicados, clique nelas para saber mais.
Chegada em Varanasi e o aeroporto, que fica em Babaptur, distante 26km.
Wat Thai Temple, em Sarnath, distante 13 km de Varanasi - um tempo budista tailandês.
Chaukhandi Stupa, em Sarnath, onde Buda encontrou os seus 5 primeiros seguidores.
Forte Ramnagar, o forte onde mora o Marajá de Varanasi.
Encantador de Serpentes, este eu encontrei a caminho do Ganges.
Forte Chunar: forte cheio de mistérios e lendas, distante 45km de Varanasi.
Hotel Temple on Ganges: próximo post (já publicado).
Ghats: grandes escadarias onde são realizados os rituais e outras celebrações religiosas. Posts em breve.
Rio Ganges: posts em breve.
Rituais: de oração, em Assi Ghat e cremações, em Manikarnika Ghat. Posts em breve.

Sugestão: um lugar interessante para visitar, em Sarnath, bem próximo ao Wat Tai Temple, é o Templo Bodhgaya, local onde onde Buda atingiu a iluminação. 

Então, achou interessante saber um pouco mais sobre Varanasi?
Beijos,
Ana Maria
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

2 comentários :

  1. Oi Ana,
    Esta é cidade mais pobre que vc mostrou até agora. Estou enganada? Achei as ruas feias e me lembrou a parte triste de "Quem quer ser um milionário".
    Mas pobre ou não, eu adoraria conhecer.
    Bjs
    GOSTO DISTO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Betty, sim, a parte antiga é muito pobre e suja. Eu fui também na parte nova, tem um shopping moderníssimo, mas é aquela coisa, a essência de Varanasi está em volta do Ganges. Em tudo ali se respira aquela atmosfera de rituais e o sobre o ciclo de vida, morte e renascimento!
      Beijos,
      Ana

      Excluir


Obrigada por comentar! É bom demais receber o retorno dos leitores.
Responderei o mais breve possível, então lembre-se de voltar aqui depois para ler a sua resposta.

*Você pode também marcar "Notifique-me", para ser avisado por e-mail quando o seu comentário for respondido.