O que tem de mais tradicional na culinária de Cusco!

A culinária de Cusco é uma das melhores cozinhas nos Andes peruanos, onde destaca-se o uso de batata e milho, que servem como acompanhamento de outros pratos. No post anterior eu contei sobre as bebidas típicas de Cusco e hoje vou mostrar aqui um pouco sobre a culinária.

Os pratos mais famosos são à base de peixes e frutos do mar, além de carne de alpaca, de cuy, muitas frutas e verduras. O tempero não é nada pesado e a adaptação é muito simples. Mas já ouvi falar que algumas pessoas não se deram muito bem com frutos do mar. Faz sentido, já que eles fazem uma longa viagem do mar até as terras montanhosas de Cusco. Eu não comi frutos do mar, então não posso dizer nada mais sobre isto.


O que eu mais comi por lá foi truta assada ou grelhada. O que mudava eram os acompanhamentos. Outro prato com peixe muito tradicional do Peru é o Ceviche. Na verdade, não é servido como prato principal, mas sim, como entrada.

Ceviche tradicional

Ceviche Tradicional Peruano: é composto de peixe branco marinado no suco de limão (a acidez do suco de limão amolece e cozinha o peixe), cebola roxa, pimentas, choclo (milho peruano) e camote (batata doce). É considerado o prato simbolo da nação, mas não faz meu gosto, pois prefiro tudo muito bem cozido no forno, na brasa ou na panela. O preço do Ceviche, como entrada, estava em torno de 25,00/30,00 soles cada

A cozinha tradicional peruana não consiste apenas em pratos à base de peixe. Estes foram os que eu mais comi, já que adoro peixe mas, entre tantos outros, existem dois pratos muito famosos, mas que eu não experimentei. Veja só quais são e me diga se você comeria:

Alpaca assada na brasa

Parrilla de Alpaca: a carne deste animal sul-americano, da família dos camelídeos, é similar à carne de búfalo. É muito mais macia do que a carne de Lhama, por isso a "prima" não é apreciada pelos peruanos, que preferem a carne de alpaca em suas "parrilladas". Confesso que eu até fiquei um pouco curiosa, mas preferi ficar só no peixe mesmo.

Cuy Chactado

Cuy Chactado: porquinho da Índia frito debaixo de uma pedra, que serve como tampa. Este é outro prato típico e muito famoso em Cusco. Estes porquinhos dos Andes ou da Índia, como nós os chamamos, na verdade são da família dos roedores e são criados exclusivamente para a alimentação. Mas eu não teria coragem de experimentar, nem que me pagassem. 

Parte da mesa de café da manhã do hotel em Cusco

O café da manhã eu tomava no hotel mesmo, que oferecia frutas, sucos, iogurtes, pães, bolos, geleias, cereais, café, leite, chás, enfim, nada muito diferente dos cafés da manhã da maioria dos hotéis brasileiros.

Os restaurantes
As próximas fotos são de pratos e restaurantes que eu lembrei de fotografar. Às vezes, a fome era tanta que, quando chegava o prato, o meu estômago falava mais alto que a câmera!


O Cholos Grill é um restaurante super aconchegante, que fica à meia quadra da Plaza de Armas (Calle Plateros 323). O atendimento é muito bom e os preços, bem justos. Serve a tradicional Cerveza Cusqueña e um dos pratos mais apreciados é o Cuy Chactado. Mas eu preferi pedir uma truta ao forno mesmo.

Trucha al horno

Truta ao forno (Trucha al horno): truta andina de rio, assada no forno, com ervas aromáticas e servida com purê de batatas e verduras cozidas. O prato é individual e cada um custou 32 soles.

*Um Real estava valendo 0,97 Soles.


O Restaurante El Meson de Espaderos foi um achado. Eu e minha irmã estávamos procurando um restaurante legal, próximo à Plaza de Armas, mas que não fosse do tipo "para turistas", já que os restaurantes de frente para a praça costumam ter os preços mais caros. Então entramos numa ruazinha lateral, e encontramos este, na Calle Espaderos, 105. O restaurante fica no andar superior e, para nossa surpresa, também tinha uma parte que oferecia vista panorâmica para a Plaza de Armas. Infelizmente, as mesas já estavam ocupadas, mas isso foi o de menos.

Truta grelhada com batatas fritas

Enquanto aguardávamos o nosso pedido, tinha um buffet de saladas onde a gente podia se servir à vontade. O prato era individual e custava 31 soles cada. A salada era cortesia.


O Restaurante Tunupa Bar & Grill tem uma localização bem especial, de frente para o centro da Plaza de Armas e de sua sacada, no 2º piso, podemos ter uma vista bem privilegiada.


Buffet servido ao meio dia, no Restaurante Tunupa Bar & Grill

Eles servem o famoso Ceviche, que, segundo a fama, é um dos melhores do Peru (e no Peru, servem o melhor Ceviche do Mundo). Outro prato tradicional servido lá é o Cuy ao forno. Mas para quem quiser provar um pouquinho de cada prato, no almoço tem o buffet livre que custa US$ 25,00 por pessoa (cerca de R$ 85,00). À noite, tem música ao vivo no restaurante e é bem concorrido, pois não consegui mesa sem ter feito reserva.

*Cada dólar estava valendo, naquela data, R$ 3,40.


Outro restaurante bem legal e que serve a comida típica regional de Cusco é o Restaurante Café Bar Pucara. Este restaurante fica bem próximo da Plaza de Armas (na Calle Plateros, 309). Embora seja pequeno e simples, é muito aconchegante. A comida é de boa qualidade, os preços são interessantes e a equipe é muto atenciosa. Também servem o tradicional Cuy frito e a cerveja Cusqueña. 


Eu e minha irmã pedimos a nossa tradicional truta assada (trucha al horno), pois adoramos este prato. Acompanhou purê de batatas andinas e vegetais cozidos. Se não me engano, cada prato custou 32 soles. 


Comemos também uma deliciosa sopa de legumes na Trattoria Adriano (Calle Matará, 380, esquina Avenida El Sol). Fomos duas vezes neste restaurante. Pedimos a sopa de legumes de entrada (12 soles cada) e, numa das vezes, Truta ao forno (32 soles cada prato) e na outra vez, Trucha en Salsa (também 32 soles cada prato), que era servido com um molho de ervas, parecido um molho pesto. Só fotografei a sopa, as trutas acabei esquecendo, devido à fome de leão.

Lanchinhos e guloseimas:

Não comemos muita coisa diferente nos lanches. O doce acima se chama Volador, uma massa folhada com recheio de abacaxi. Era gostoso, mas nada de especial. Custou 10 soles. O café com leite vaporizado custou 7 soles. Minha irmã pediu um Pye de Manzana (doce com recheio de maçã), que custou 12 soles e não era lá muito bom. Cheguei a provar e o meu Volador era melhor! Estes lanches nós comemos na Cafeteria do Hotel Plaza de Armas, que fica no 2º piso, quase ao lado do Restaurante Tunupa, também de frente para a Plaza de Armas.


Sorvetes: como fazia muito frio nos dias em que estive em Cusco, tomar sorvete não era muito animador, mas mesmo assim, experimentamos um sorvete de Chicha Morada que, junto com o sorvete de Coca, eram os sabores mais diferentões. Não provei o sorvete de Coca, somente o Chicha Morada.

Sorvete de casaquinha, sabor Chicha Morada

Não lembro o nome da sorveteria, que fica na Avenida El Sol. O preço do sorvete também não lembro, mas foi entre 5 ou 7 soles cada casquinha com uma bola.

Cookies de Coca

Biscoitinhos de Coca: o sabor da coca não era acentuado e mais parecia um biscoito integral comum. Não lembro quanto paguei.

Barrinhas de cereais com Coca

Barrinhas de cereais com Coca: comprei estas barrinhas de Coca na Estação de Trem de Poroy, no dia em que eu fui para o Machu Picchu. Precisava de algo energizante para enfrentar a viagem, mas confesso que não gostei destas barrinhas. Muito secas e se esfarelaram todinhas. Cada barrinha custou 7 soles.

Estas foram as comidas típicas e lanchinhos de Cusco que eu comi e lembrei de fotografar. Os lanches de sanduíches eram bem comuns e eu nem fotografei. As exceções foram a carne de alpaca e o cuy, que não comi e fiz uma montagem com fotos baixadas de sites com royalties free (sem direitos autorais).

Me conte aqui nos comentários: qual desta comidas você teve mais curiosidade em provar e qual você não comeria de jeito nenhum?

Beijos,
Ana Maria
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

4 comentários :

  1. Amiga morei 14 anos na praia e não gosto de peixes, na verdade me rendo ao sororoca e cação ou um camarão, fora estes mais nada desse no meu estomago até mesmo salmão, não gosto... enfim, senti vontade agora do doce hehehehe... mas essa do porquinho da india, e vê-lo ali .... que dó!

    Muito gostoso conhecer tudo isso com você, mas Peru eu só iria no fast food! kkkkkkkk

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu, imagino mesmo de que, quem morou ou mora na praia pode enjoar de peixe. Eu, que sou gaúcha e moro no RS, enjoei de carne, hahaha... Não me tornei vegetariana não, mas praticamente eliminei a carne desde que voltei da última viagem à India. Fiquei muito tempo sem comer que agora eu enjoo até do cheiro da carne.
      Salmão eu também não curto muito, acho muito gordurosa, prefiro outros peixes.
      O porquinho da India eu não teria coragem de comer de jeito nenhum, ainda mais vendo o bichinho assim, inteiro e esticado na bandeja...
      Não precisa ir em fast food, tem todo tipo de comida no Peru, não só as tradicionais. Não mostrei as outras porque são comuns, mostrei só as típicas mesmo.
      Beijos

      Excluir
  2. Amei ver os pratos com peixe, deu água na boca. Mas os dois bichinhos eu morri de dó kkk
    Bjs
    comqueroupavouparaigreja.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jacke, os pratos co peixe, especialmente os com trutas, são uma delícia sem explicação, só experimentando mesmo!
      Os bichinhos assados ou fritos dá dó mesmo, hehehe...
      Beijos

      Excluir


Obrigada por comentar! É bom demais receber o retorno dos leitores.
Responderei o mais breve possível, então lembre-se de voltar aqui depois para ler a sua resposta.

*Você pode também marcar "Notifique-me", para ser avisado por e-mail quando o seu comentário for respondido.