Mani Bhavan, a casa de Gandhi em Mumbai!

Mani Bhavan é o nome da casa onde Mohandas Karamchand Gandhi, mais conhecido como Mahatma Gandhi (Grande Alma), viveu em Mumbai, de 1917 até 1934. Transformada em museu, biblioteca e centro de pesquisa, esta casa está localizada em Laburnum, região central de Mumbai, na Índia.


A casa pertencia à família de Gandhi e era considerada também o foco das atividades políticas dele. Gandhi formou-se em Direito, em Londres e, mesmo sendo de família de muitas posses, ele lutava pela liberdade da Índia, pela paz e pelos menos favorecidos.

Gandhi, quando ainda era um estudante de Direito, em Londres


Foi nesta casa que Gandhi começou a sua participação em vários movimentos contrários ao governo, como Satyagraha, Swadeshi, Khadi e Khilafat.


A minha intenção com este post é apenas de mostrar a casa onde Mahatma Gandhi viveu, por isso não vou me aprofundar na história de vida dele, que é riquíssima e eu não conseguiria ser justa num post resumido.

Pequeno auditório

Mani Bhavan foi transformada em museu em 1955, com a intenção de preservá-la como uma homenagem a Gandhi.

Fotos e documentos de várias passagens da vida de Gandhi


Dentro da casa podemos encontrar toda a história de vida e morte de Gandhi, através de fotografias, documentos, objetos pessoais e algumas antiguidades, além de vários "boxes" em miniatura, que ilustram as passagens mais importantes da vida dele.

Este trabalho em miniaturas tem um nome especial, que não me recordo agora. Caso eu lembre, atualizarei esta legenda.


Algumas fotos mostram o encontro de Gandhi com outros líderes mundiais e também algumas cartas escritas por Einstein, Tolstoy, Churchill, Roosevelt e até Hitler.

Objetos pessoais de Gandhi

A casa abriga um museu biográfico, uma biblioteca com mais de 50.000 cópias sobre ciência social, paz e a filosofia de Gandhi, um auditório onde são exibidos vídeos e documentários, além de realizadas até conferências sobre Gandhi.

Quarto onde Gandhi mais gostava de ficar e fazer seus trabalhos manuais.

Tem também uma galeria com quadros e objetos pessoais e, no segundo andar, abriga o quarto e escritório Gandhi.

Fotos de Gandhi, trabalhando em seu quarto preferido.

No quarto dele existe a roca que ele usava para seus trabalhos manuais e que foi considerada um símbolo da luta pela independência, um retorno às raízes e à possibilidade de auto-emprego para as pessoas pobres.


Na entrada da casa tem uma placa indicativa com algumas informações sobre a data em que Gandhi viveu ali e também marca o local onde ele foi preso, em janeiro de 1932.

A entrada é gratuita, mas para saber mais informações sobre Mani Bhavan, é só clicar aqui.

Manchetes da época sobre o assassinato de Gandhi

E aqui, sobre a comoção geral no país e a última jornada de Gandhi, quando foi cremado no mesmo local de seu assassinato. 

A Independência da Índia aconteceu em 15 de agosto de 1947 e, em 30 de janeiro de 1948, ele foi assassinado por um fanático hindu, em Delhi. Neste post aqui eu mostro o local - Raj Ghat - onde ele também foi cremado e onde repousam parte das cinzas dele.


Gandhi é hoje chamado de Bapu, que significa Pai da Índia e sua foto está estampada em todas as notas de rúpias indianas.

Espero que você tenha gostado deste post. No próximo, eu vou publicar um pequeno vídeo documentando a minha visita a Mani Bhavan.

Beijos,
Ana Maria
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

Nenhum comentário :

Postar um comentário


Obrigada por comentar! É bom demais receber o retorno dos leitores.
Responderei o mais breve possível, então lembre-se de voltar aqui depois para ler a sua resposta.

*Você pode também marcar "Notifique-me", para ser avisado por e-mail quando o seu comentário for respondido.